As ruínas da Escola Agrícola da Bahia

Facebook Twitter

No passado, a escola localizada em São Francisco do Conde contava com bibliotecas, laboratórios e um museu de História Nacional. Hoje, mato.

A escola, de construção neoclássica imponente, foi inaugurada em 1877 e era mantida pelo Imperial Instituto Baiano de Agricultura, que por sua vez havia sido criado em 1859 por D. Pedro II a fim de treinar operários e engenheiros agrícolas para solucionar problemas tecnológicos e de mão-de-obra na lavoura nacional. O decreto 2.500-A, de 01/11/1859, criava o Imperial Instituto Bahiano de Agricultura com as seguintes palavras de D. Pedro II:

“Desejando assinalar a época de Minha Visita a esta Província com uma nova demonstração de constante atenção que presto à Agricultura, como a principal fonte de riqueza do Estado; Hei por bem criar uma Associação com o título de Imperial Instituto Bahiano de Agricultura [...] na cidade de S. Salvador da Bahia de Todos os Santos, em o primeiro de novembro de mil oitocentos e cinqüenta e nove, trigésimo oitavo da Independência e do Império.” (BRASIL,1859)

Hoje precisamos de muita imaginação para enxergar nessas ruínas a inovadora e próspera escola que um dia ocupou esse espaço.

Esta entrada foi publicada em Curiosidades e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a As ruínas da Escola Agrícola da Bahia

  1. Silvio Couto disse:

    Favor informar se existe acervo dessa escola e responsável , que possuo um diploma datado de 06/11/1888 de Jose Nunes de Castro com brasão Imperial(lacre quebrado) .
    Qualquer formalidade entrar em contato.
    Grato
    Silvio Couto

  2. Maitê disse:

    O Memorial do Ensino Agrícola Superior da Bahia, localizado no Campus da UFRB em Cruz das Almas, é dedicado à preservação da memória dessa instituição.
    https://www1.ufrb.edu.br/memorial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>